Reforma da Previdência – Trabalhos na Câmara dos Deputados

Prezados(as) Peritos(as) Criminais,

 

A ABPC e o Sindiperícia, trabalhando em conjunto com a Associação Brasileira de Criminalística (ABC) e com a União dos Policiais do Brasil (UPB), atuou ontem (dia 25/6) na Câmara dos Deputados junto aos parlamentares em prol da melhoria das condições de aposentadoria apresentadas até o momento.

Em uma reunião intermediada pelos deputados Alan Rick (DEM/AC) e Luís Miranda (DEM/DF) – apoiadores da nossa causa, com a liderança do DEM, ficou claro que diversos pontos importantes da reforma terão bastante dificuldade de serem aprovados. Apesar de não escutarmos boas notícias nessa reunião, os deputados se mostraram bastante transparentes, diferentemente de outras reuniões com o governo federal.

Conversamos também com o Deputado Federal, Luís Miranda, que esclareceu que a situação de “limbo” da PCDF na reforma já foi apresentada e está sendo trabalhada junto ao presidente da casa, Rodrigo Maia, no sentido de incluir a instituição na PEC e conceder as mesmas condições de aposentadoria das demais forças de segurança federais.

Em reuniões lideradas pelos Deputados Hugo Leal (PSD/RJ) e Marco Bertaiolli (PSD/SP), foi trabalhada a construção técnica e política de um destaque que pudesse ser apresentado pelo partido, para votação em separado do relatório que será apreciado na comissão especial da PEC 06.

No final da tarde, em reunião de bancada, o *partido PSD fechou questão no apoio incondicional aos profissionais da segurança pública, formalizando a apresentação do destaque número 40*.

Foi uma grande vitória, mas é necessário reforçar que foi apenas um passo rumo a uma reforma mais justa para os profissionais da segurança pública nacional.

Aproveitamos para alertar a respeito das notícias sobre a reforma da previdência, no que concerne à segurança pública, uma vez que está ocorrendo forte lobby junto à imprensa, por atores com interesses diversos, no sentido de confundir ou mesmo desmobilizar nossas classes, resultando em muitas vezes notícias inverídicas, senão desrespeitosas.

A realidade é que aprovação da reforma da forma como entendemos como justa é um cenário bastante difícil, por isso, contamos com o apoio de toda a categoria nesse momento.

 

ABPC e Sindiperícia