Peritos da PCDF pedem vacina após início da imunização de policiais

Após a liberação da vacinação dos profissionais da segurança pública do Distrito Federal, a partir desta segunda-feira (5/4), os peritos criminais lotados no Instituto de Criminalística (IC) da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) também querem ser incluídos nos grupos

Dos 216 peritos criminais lotados no IC, 48 foram infectados pela Covid-19 – ou seja, 22%. O levantamento é da Associação Brasiliense de Peritos em Criminalística (ABPC).

Os dados levantados pela associação mostram ainda que o índice de contaminação entre os Peritos Criminais é o dobro do verificado para a população do Distrito Federal, de 11%. É quase quatro vezes maior que o índice de contaminação em todo o Brasil, com 5,7%.

Classificado como atividade essencial, o trabalho dos peritos criminais foi mantido durante a pandemia. Na avaliação de Thiago Assis, presidente da ABPC, algumas peculiaridades do trabalho desenvolvido no IC podem justificar esse alto índice de contaminação.

O total de infectados e as características do trabalho reforçam a importância da inclusão dos peritos criminais nos grupos prioritários. Segundo a ABPC, os índices da categoria superaram a alta contaminação média verificada na PCDF, de, aproximadamente, 15,5%